Fitoenergético

A SAÚDE EM SUAS MÃOS

  • Faça seu tratamento de Saúde com Plantas Medicinais

    Agora no Brasil sistema inédito de tratamento profissional de sua saúde com ervas medicinais.
  • *

  • Acesse nosso Site e confira como milhares de pessoas estão se beneficiando-se deste fantástico método. Entregamos para todo território Nacional.
  • Acesse nosso Site

    www.chamedicinal.com.br
  • O Site da Saúde !

  • *

  • Traduza Translate Traduzca Traduca Verschiebt переведите Traduisez μεταφράστε
  • div align="center"> Translate this weblog
    02bandeira-eua01bandeira-ingla

    By
  • ********* Acesse e confira *********


    ******** Como milhares de pessoas estão se beneficinando desta fastástica técnica*********

  • Archive for the ‘SAIBA MAIS’ Category

    Saiba um pouco sobre todos os desequilibrios do corpo

    Halitose – Plantas Medicinais

    Posted by fitoenergetico em 31/07/2009

    O que é:

    A halitose é uma alteração do hálito que o torna desagradável, podendo significar ou não uma mudança patológica. É um sinal indicativo de que alguma disfunção orgânica (que requer tratamento) ou fisiológica (que requer apenas orientação), esteja acontecendo. A halitose não significa apenas uma doença, mas também, uma alteração das condições fisiológicas como por exemplo a halitose matinal, que a maioria das pessoas têm. A halitose em geral é  um problema de saúde com conseqüências sociais e econômicas, morais e psicoafetivas tão sérias que aflige, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 40% da população mundial. A halitose também é conhecida como hálito fétido, mau hálito, fedor da boca.

    O hálito é composto pelo ar expirado após a inspiração que provoca as trocas gasosas fisiológicas, associado às substâncias eliminadas por via pulmonar. Estas substâncias partem do intestino para o fígado, para a bile, para o sangue e finalmente para os pulmões, quando são eliminados pela expiração.

    Causas:

    A halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal, porém pode ter outra origem como a respiratória, (sinusite e amidalite) digestiva, (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e a de origem metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse).

    Tipos de halitose:

    A halitose fisiológica relaciona-se a diminuição do fluxo salivar durante o sono: existe um fluxo mínimo de saliva durante o sono. Assim, ocorre putrefação de células epiteliais esfoliadas que permanecem retidas durante esse período ocasionando um odor desagradável, o qual desaparece após a higienização oral pela manhã, restabelecendo o fluxo salivar aos valores normais

    A halitose provocada por medicamentos se deve ao fato de que algumas drogas podem alterar a sensação de gosto e olfato como: sais de lítio, penicilina e tiocarbamida, causando halitose  subjetiva, ou ainda podem ser excretadas através do pulmão. Alguns medicamentos antineoplásicos, anti-histamínicos, anfetaminas, tranqüilizantes, diuréticos, fenotiaminas e outras drogas provocam diminuição do fluxo salivar ocasionando o mau hálito.

    Halitose imaginária, halitofobia ou halitose psicossomática: ocorre em pacientes que apresentam
    alteração no olfato e passam a acreditar que possuem halitose, porém outras pessoas não detectam o fato.

    Existe outro tipo de halitose que é a temporária, de origem alimentar. Esta pode ser causada pela ingestão de alimentos com alho, cebola, condimentos, jejum prolongado, bebidas alcoólicas, pois o metabolismo desses alimentos e bebidas produz ácidos e outros compostos que são excretados através dos pulmões.

    Prevenção:

    Seja qual for a causa da halitose a higiene bucal é fundamental para o sucesso do tratamento, além da eliminação da sua respectiva causa. Ë imperativo que além da escovação e do uso do fio dental promova-se a periódica limpeza da língua após as refeições e ao deitar, evitando o acúmulo de bactérias. Consultas odontológicas devem ser estimuladas, principalmente quando o paciente for portador de várias restaurações, próteses fixas ou adesivas, pois as mesmas podem estar com áreas que retenham restos de alimentos.

    – uso de fio dental e boa escovação, limpando também a língua, após qualquer refeição;
    – consulta regular ao dentista;
    – realização de bochechos com produtos anti-sépticos;
    – ter uma dieta balanceada e evitar comer entre as refeições;
    – beber pelo menos dois litros de água por dia;
    – controlar o estresse;
    – evitar o excesso de comidas gordurosas, cigarros, café, frituras.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas e ervas medicinais
    Anúncios

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

    Alimentos e Suas Vitaminas – Plantas Medicinais

    Posted by fitoenergetico em 30/07/2009

    Vitamina A (Retinol)

    Fígado, rim, manteiga, gema de ovo, leite integral, creme de leite, leite desnatado enriquecido.

    Caroteno (precursor da vitamina A)

    Folhas verde escuras(espinafre, couve, rúcula, agrião, escarola), vegetais amarelo alaranjados como cenoura, abóbora, batata doce e frutas como mamão, damasco, pêssego, nectarina, manga. Quanto mais intensamente verde ou amarelo for o vegetal mais caroteno ele conterá.

    Vitamina D (Calciferol)

    Manteiga, gema de ovo, leite desnatado enriquecido, creme de leite, cereais enriquecidos, fígado, óleo de fígado de bacalhau, peixes oleosos. Lembrar que a vitamina D é produzida no nosso organismo pela pele quando exposta ao sol.

    Vitamina E (Tocoferol)

    Gérmen de trigo, cereais integrais, gema de ovo, creme de leite, manteiga, vegetais verdes, fígado, frutas oleaginosas (nozes, amêndoa, amendoim e pecã) e óleos vegetais (oliva, soja e milho).

    Vitamina K

    Vegetais de folhas verdes (couve, espinafre, agrião e alface), brócolis, aspargos, repolho e nabo. Queijos em geral, gema de ovo, fígado e aveia.

    Tiamina (B1)

    Gérmen de trigo, carne de porco magra, ervilhas, feijão, soja, amendoim, grãos integrais, fígado, vísceras, carnes, aves, peixes e gema de ovo.

    Riboflavina (B2)

    Leite, requeijão, queijo cheddar, requeijão, vísceras, carnes magras, ovos, vegetais de folhas verdes, pães e cereais enriquecidos.

    Niacina

    Feijão, ervilha, frutas oleaginosas, grãos integrais, cereais enriquecidos, leite, ovos, amendoim, carnes magras, vísceras, aves, peixes, levedo de cerveja,.

    Piridoxina (B6)

    Gérmen de trigo, farinha de aveia, grãos e cereais integrais, leguminosas, batata, banana, semente de girassol, atum enlatado, linguado, abacate, soja, carne do porco, vísceras.

    Ácido Fólico

    Vegetais de folhas verdes principalmente o espinafre, o aspargo natural e o brócolis. Outras fontes são: o levedo de cerveja carne, fígado, pão integral, gérmen de trigo, farelo de trigo, gema de ovo, batata e feijão.

    Cobalamina (B12)

    Alimentos protéicos de origem animal como carnes, vísceras (fígado e rim), leite e derivados, ovos, peixe e frutos do mar (ostras e caranguejo). (Informações especiais para vegetarianos: clique aqui )

    Biotina

    Couve flor, brócolis, batata, tomate, gérmen de trigo, levedo de cerveja, melado de cana, cogumelos, várias frutas (banana, melão, laranja, morango, etc).

    Vitamina C

    Frutas cítricas, folhas cruas, tomate, pimentão verde, couve de bruxelas, repolho, melão.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas medicinais e ervas medicinais

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

    Você sabe o que é bruxismo? Plantas Medicinais

    Posted by fitoenergetico em 29/07/2009

    É uma doença que atinge de 5% a 10% da população.

    Em geral, decorre de um distúrbio nervoso, não grave, resultante de estresse ou tensão. Durante o sono, o cérebro envia estímulos para a mandíbula que fazem o dorminhoco tenso esfregar os dentes.

    O bruxismo pode ser resultado também de problemas fisiológicos, como encaixe errado da arcada dentária superior com a inferior, capaz de desencadear reação neuromuscular.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas medicinais e ervas medicinais

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

    Anorexia e Bulimia Plantas medicinais

    Posted by fitoenergetico em 21/01/2009

    Fique atento aos sintomas

    Anorexia e bulimia nervosa são distúrbios alimentares resultantes da preocupação exagerada com o peso corporal, que pode provocar problemas psiquiátricos graves. São transtornos que se manifestam principalmente em mulheres jovens, embora sua incidência esteja aumentando também entre homens. Às vezes, os pacientes anoréxicos chegam rapidamente a um grau extremo de desnutrição e o índice de mortalidade chega a atingir 15% a 20% dos casos.

    Sintomas da anorexia:

    – perda exagerada de peso em curto espaço de tempo sem nenhuma justificativa;

    – recusa em participar das refeições familiares. Os anoréxicos alegam que já comeram e que não estão mais com fome;

    – preocupação exagerada com o valor calórico dos alimentos;

    – interrupção do ciclo menstrual, com ausência de menstruação e diminuição das características femininas;

    – atividade física intensa e exagerada;

    – depressão, síndrome do pânico, comportamentos obsessivo-compulsivos;

    – visão distorcida do próprio corpo. Apesar de extremamente magras, essas pessoas julgam-se com excesso de peso;

    – pele extremamente seca e coberta por lanugo (pêlos parecidos com a barba de milho).

    Sintomas da bulimia:

    – ingestão exagerada de alimentos em curtos períodos de tempo sem o aumento correspondente do peso corporal;

    – vômitos auto-induzidos por inversão dos movimentos peristálticos ou colocando o dedo na garganta;

    – uso de laxantes e diuréticos indiscriminadamente;

    – dietas severas intermediadas por repentinas perdas de controle que levam à ingestão compulsiva de alimentos;

    – distúrbios depressivos, de ansiedade, comportamento obsessivo compulsivo, auto-mutilação.

    Causas:

    Diversos fatores favorecem o aparecimento dessas doenças: predisposição genética, o conceito atual de moda que determina a magreza absoluta como símbolo de beleza e elegância, a pressão da família e do grupo social e a existência de alterações neuroquímicas cerebrais, especialmente nas concentrações de serotonina e noradrenalina.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas medicinais e ervas medicinais

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

    Obsidade Infantil – Plantas Medicinais

    Posted by fitoenergetico em 16/01/2009

    Na última década, o problema da obesidade infantil vem preocupando os médicos e os profissionais da saúde.O Ministério da Saúde e a Organização Pan- Americana de Saúde em pesquisa recente demonstraram que 15% dos meninos e meninas do Brasil são obesos, nos anos 80 apenas 3% delas eram obesas.

    Provavelmente este quadro se deve ao sedentarismo das crianças que hoje se confinam em suas casas na frente da televisão, videogame, computador e comendo guloseimas hipercalóricas que prejudicam a alimentação necessária e balanceada.

    As nossas crianças antigamente gastavam calorias brincando: de correr, de pular cordas, de soltar pipas, de cabra cega, enfim gastando energia e controlando a obesidade.Hoje devido a violência urbana temos que prender nossos filhos dentro de quatro paredes ou levá-los a clubes ou academias.

    O fato de comer guloseimas ao invés de alimentos sadios tem levado as crianças brasileiras a um estado alarmante de anemia que se assemelha a crianças da Índia que não comem carne por motivos religiosos.Muitas vezes se troca uma alimentação saudável por um doce ou um sanduíche, um suco de frutas por um refrigerante, muitos pais acham natural que seus filhos prefiram uma torta de morangos a comer uma salada de folhas verdes.

    Os pais não podem se esquecer que a criança se proteja totalmente no modelo alimentar dos pais e não sabem distinguir o que é saudável ou não.Algumas vezes a obesidade começa cedo, muitas vezes o bebê recebe uma mamadeira reforçada e engrossada com farinhas todas as vezes que chora, condicionando-o a receber comida sempre que precisar lidar com alguma frustração.

    É muito comum o indivíduo quando está ansioso procurar a geladeira para se acalmar, devora tudo que seu tubo digestivo pode suportar e depois vais se deitar tranquilo e sossegado como um anjo.Com toda certeza esta problemática de compensação emocional se iniciou na infância.

    A obesidade possui etiologia multifatorial, inclusive de fundo genético, relacionado com aspectos emocionais, ambientais, culturais e sociais.Apenas uma pequena parcela da população apresentam realmente alguma alteração endócrina que justificaria um quadro de obesidade, na maioria dos casos o que ocorre realmente é o erro alimentar.

    Hoje sabemos da importância de se fazer uma prevenção da obesidade infantil para se evitar futuros problemas, principalmente no sistema cardiovascular.

    A dieta ideal deveria ser composta de : cereais, tubérculos, raízes, pães, massas, que fornecem carboidratos necessários para o crescimento da criança e devem ser ingeridas de 6 a11 porções diárias; frutas devem ser ingeridas de 2 a 4 porções, vegetais 3 a 5 porções; carnes, aves, peixe, ovos, feijão, e nozes 2 a 3 porções; laticínios 2 a 3 porções e óleo, gordura e açúcar esporadicamente.

    Esta orientação é extraída do “Guia Alimentar da Pirâmide” proposta pelo “Departamento de Agricultura dos EUA, em 1992.A Pirâmide dos Alimentos é um instrumento visual simples e prático que oferece conceitos alimentares importantes como variedades, proporção e, moderação.A realidade da alimentação infantil está reproduzida nesta Pirâmide Alimentar porem de forma invertida. As crianças ingerem muito mais açúcar nos doces, refrigerantes, biscoitos, chocolates, que são alimentos que engordam e não fornecem nutrientes, são as chamadas “calorias vazias”.

    Os derivados do leite são consumidos em excesso e correspondem por mais da metade da alimentação diária de uma criança.O consumo de ferro é menor que a necessidade diária e tem um agravante que é, para que ocorra a fixação do ferro ( do feijão, carnes, nozes, etc.) necessitamos o acompanhamento da vitamina B12 ( presente nos alimentos de origem animal).Portanto a criança terá anemia séria se não comer de forma correta e muitas vezes o que encontramos são crianças obesas e anêmicas.O consumo de frutas e fibras é inexpressivo, embora as vitaminas e fibras sejam essenciais na fase de crescimento e na saúde das crianças.

    Infelizmente o Brasil, na obesidade, só perde para os Estados Unidos, ocupamos um segundo lugar mundial em crianças menores de 10 anos ( EUA =20% de crianças obesas e Brasil = 15%).Os índices de anemia do Brasil são surpreendentes e similares aos encontrados na índia, em crianças menores que 10 anos temos no Brasil cerca de 46% de anêmicos e na índia 53%.

    Para se entender a gravidade deste quadro é preciso saber que a obesidade infantil atrapalha o crescimento da criança e pode provocar má-formações das articulações dos quadris e alterações dos discos intervertebrais.Já a anemia pode provocar uma gama imensa de problemas dos mais diversos como: palidez, cansaço aos esforços, tontura, fraqueza, indisposição, anorexia e até alterações do desenvolvimento intelectual da criança.

    A criança gordinha é sempre admirada e tida como bonita, porem quando se torna adolescente este charme dos quilos a mais vira pesadelo e se inicia uma verdadeira corrida a médicos para perder peso e se livrar da discriminação.A criança gorda será o adulto obeso já diz o ditado popular. O interessante é que a obesidade e a anemia não são o privilégio só da classe baixa. Estas patologias também estão presentes nas famílias mais abastadas.

    Hoje a geladeira da família brasileira estão cheias de comidas semi- prontas, industrializadas, enlatados, salgadinhos, doces, sorvetes e se tornou um hábito frequente comer em lanchonetes.Devemos implantar um cardápio balanceado para todas as refeições e aplicar uma rígida disciplina na alimentação, eliminando as possibilidades de trocar as refeições por guloseimas.O cardápio elaborado deverá ser seguido por toda a família sem exceção, pois é impraticável os pais comerem uma refeição e os filhos outra.

    Negar um chocolate para o filho ou uma bala ou um doce, não é tarefa fácil. O ideal é não ter em casa à disposição e pensar que quando se adquire um hábito saudável o jovem o levará para o resto de sua vida.

    O prognóstico da obesidade dependerá do intercâmbio entre o paciente, familiares e médico, esta relação harmoniosa é que vai garantir adesão ao tratamento com resultados finais satisfatórios e efici6entes.Desta forma estaremos prevenindo o bem estar emocional e físico de nossos filhos e a criação e incorporação de hábitos saudáveis para uma vida longa.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas medicinais e ervas medicinais

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

    Câncer Bucal – Plantas Medicinais

    Posted by fitoenergetico em 16/01/2009

    O câncer bucal é um tumor maligno que se desenvolve a partir de uma célula que sofre uma série de alterações genéticas. Essas alterações influenciam a diferenciação, o crescimento e a morte celular. A célula “defeituosa”, diferentemente das outras, passa a se multiplicar desordenadamente, transformando-se num corpo estranho ao organismo.

    O câncer bucal é comum?

    Sim, a incidência mundial de câncer bucal varia de país para país (2% a 8%). Canadá, Austrália e França têm taxas elevadas. A Índia é o país de mais alta incidência (48% a 70%) devido a práticas culturais exóticas, como o hábito de colocar o cigarro com a ponta acessa voltada para o interior da boca e o uso do betel. No Brasil, as taxas são elevadas (INCA -Instituto Nacional do Câncer, Ministério da Saúde, Brasil).

    Quais são os fatores de risco para o câncer bucal?

    Os principais fatores de risco são: uso do tabaco, consumo freqüente de bebidas alcoólicas e exposição excessiva à radiação solar. Alguns fatores podem contribuir para o desenvolvimento do câncer bucal, como: má higiene bucal; dentes quebrados; próteses removíveis parciais ou totais mal adaptadas, com conseqüentes irritantes locais; dieta pobre em vitaminas A, C, E e o vírus HPV (papilomavírus humano). Outros fatores ainda estão sendo estudados para se verificar sua relação com o câncer bucal, como: o uso de chimarrão, o consumo de carne grelhada (churrasco) e a fumaça do fogão de lenha.

    Se diagnosticado precocemente, quais as chances de cura do câncer bucal?

    Quanto mais cedo for descoberto e adequadamente tratado, maior será a chance de cura e sobrevida do pa- ciente. A expectativa de cura varia de 85% a 100% quando o câncer é diagnosticado e tratado na fase inicial.

    Como proceder ao auto-exame da boca?

    Diante de um espelho, após retirar próteses ou outros aparelhos removíveis: 1) veja se em seu rosto há algum sinal que você não notou antes; 2) observe no lábio se há manchas ou feridas; 3) puxe o lábio de baixo e examine-o por dentro; faça o mesmo com o lábio de cima; 4) abra a boca e estique a bochecha; faça isso dos dois lados; 5) ponha a língua para fora e observe sua parte de cima; 6) puxe a ponta da língua para o lado direito e depois para o lado esquerdo e observe as laterais da língua; 7) coloque a ponta da língua no céu da boca e examine a parte de baixo da língua e o assoalho da boca;  incline a cabeça para trás e examine o céu da boca; 9) ponha a língua pra fora, diga “A, A, A,…” e observe a garganta.

    Quais os sinais indicativos de alguma “anormalidade” na boca?

    Feridas que não cicatrizam em 2 semanas; manchas brancas, vermelhas ou negras; carnes crescidas; caroços; bolinhas duras e inchaço na boca; dificuldade para movimentar a língua; sensação de dormência na língua; dificuldade para engolir. A presença de qualquer um desses sinais merece um exame mais detalhado, com encaminhamento do paciente ao cirurgião-dentista estomatologista.

    Qual a freqüência recomendada para a realização do auto-exame da boca?

    Para pessoas não-fumantes, recomenda-se fazer o auto-exame bucal a cada 6 meses e, para os fumantes, a cada 3 meses. O ideal é fazer 1 vez por mês para que qualquer alteração da normalidade da boca seja prontamente detectada.

    Qual profissional deve ser procurado caso o paciente encontre alguma lesão na boca?

    O cirurgião-dentista estomatologista é quem diagnostica e trata todas as lesões e doenças bucais. No caso de câncer bucal, após diagnóstico, o paciente é encaminhado para tratamento em centros especializados em Oncologia ou para o médico oncologista.

    www.chamedicinal.com.br

    Tratamento profissional com plantas medicinais e ervas medicinais

    Posted in SAIBA MAIS | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »